Explorando a África do Sul em 9 Dias

Acabei de voltar de uma das melhores viagens da vida: África do Sul! Sempre tive vontade de conhecer esse país, mas acabava botando outros como prioridade. Acontece que no ano passado a TAAG, companhia aérea de Angola, lançou uma promoção imperdível e eu e a Andressa, minha amiga fotógrafa linda de viver, resolvemos comprar as passagens e no dia seguinte já estávamos planejando nossos 9 dias no continente africano.

IMG_0466
vista da table mountain da praia de camps bay, em cape town

Foi difícil escolher o que conhecer porque nosso tempo era curto, mas no final das contas conseguimos aproveitar muito e nossos dias renderam demais! Nesse post, te conto sobre nosso roteiro, experiências com os vôos de ida e volta e dou algumas dicas.

Nosso Roteiro

Nossos vôos de ida e volta foram por Joanesburgo, então aproveitamos para conhecer um pouco da cidade. Na verdade, a gente preferiria ter voado por Cape Town, mas estava bem mais caro. Como Joburg, apelido de Joanesburgo, é uma cidade perigosa, confesso que estava com um pouco de medo da nossa estadia por lá, mas foi tudo tranquilo. Reservamos os dias de chegada e partida para explorar a cidade e ainda tínhamos 7 dias pela África.

j
a parte revitalizada de joburg

Uma parada obrigatória pra quem vai pra África do Sul é Cape Town, então separamos 3 dias inteiros para conhecer a cidade, o que eu considerei pouco, mas deu pra ver o básico da cidade. Nos 4 dias restantes, ficamos na dúvida entre ir para o Kruger, safári mais famoso do país, porém longe de Cape Town, ou se faríamos a Garden Route, rota que liga as cidades de Cape Town e Porto Elizabeth pela costa africana e que passa por diversos locais fofos.

IMG_1368
primeiro pôr do sol da nossa roadtrip!

Acabamos optando por essa última opção e não nos arrependemos nem um pouco: conhecemos lugares lindos, passamos por desde lugares mais agitados até um hotel no meio do nada, e não deixamos de fazer safári, que também é uma atração imperdível. Ou seja, fizemos tudo o que queríamos e aproveitamos ao máximo nossos 9 dias de viagem.

IMG_0927

Nosso roteiro ficou assim:

12/03 – Joanesburgo

13/03 – Joanesburgo -> Cape Town (de avião)

14/03 – Cape Town

15/03 – Cape Town

16/03 – Cape Town -> Jeffrey’s Bay (de carro)

17/03 – Jeffrey’s Bay -> Addo (de carro)

18/03 – Addo -> Porto Elizabeth (de carro)

19/03 – Porto Elizabeth -> Joanesburgo (de avião)

20/03 – Joanesburgo

Os trajetos de avião foram comprados com antecedência pela South African Airways e saíram R$475 e o aluguel do carro foi feito pela Avis. Vou fazer um post explicando como foi alugar o carro e dando mais detalhes.

Dicas

A África do Sul tem um clima bem seco, então pra quem vai de países mais úmidos é bom levar bastante hidratante e protetor labial! A gente sofreu bastante com isso, boca rachada e pele seca, ainda mais depois de pegar avião. Além disso, em todas as cidades que fomos, fazia um friozinho à noite que pede pelo menos um casaquinho, mesmo no verão. De manhã cedo também fica bem fresco.

Uma dica que se aplica a todas a viagens é levar lenço umedecido e álcool gel, porque eu enfrentei diversos banheiros sem papel ou sabão, até em atrações turísticas famosas. Outra dica é levar um adaptador de tomada internacional e carregador portátil. Eu esqueci os dois e em alguns lugares foi difícil carregar o celular hehe, a tomada de lá é super esquisita e não são todos hotéis que possuem adaptador disponível.

IMG_9967
primeiro dá uma confusão mental

Se for alugar carro, não esqueça de levar sua carteira de motorista (não precisa ser internacional) e que lá é mão inglesa! A Andy se acostumou rapidinho e foi tranquilo, mas preferimos pegar um carro automático para facilitar. Vou contar essa experiência em um próximo post.

IMG_1123
mas é costume 🙂

Para trocar dinheiro, achei a melhor cotação no ABSA, chegando a 12,50 rands por 1 dólar, enquanto que nos aeroportos a cotação chegava no máximo a 11,30 rands. Tem que ficar atento a comissão que eles cobram, pode ser que a cotação esteja ótima mas eles cobrem uma porcentagem altíssima de comissão, então sempre lembra de perguntar! Em relação ao real é só dividir por 4, ou seja, 1 rand = R$ 0,25.

É preciso tomar a vacina contra a febre amarela para entrar na África do Sul, então se programa para tomar com no mínimo 10 dias de antecedência, que é quando a vacina começa a fazer efeito, e não esquece de pedir seu certificado internacional.

IMG_9964
só sai do brasil com o certificado!

Em relação à chip de celular, comprei um da Vodacom no aeroporto de Joanesburgo por 105 rands e junto adquiri um pacote de 500 MB de internet, por mais 99 rands. Acabou que depois comprei mais 500 MB e se tivesse comprado 1GB de uma vez teria economizado 50 rands (fica a dica!). No total gastei aproximadamente R$ 74 reais com o chip + internet. Se fosse ficar mais tempo, teria valido mais a pena pagar mais caro e pegar um plano ilimitado, mas achei esses pacotes da Vodacom muito para viagens curtas.

Para quem gosta de provar cervejas locais, recomendo provar a Castle e a Black Label e para quem curte cidra, a Savanna. Amei todas, mas a minha preferida foi a Black Label, que ainda era a mais barata (ô sorte) !

Viajando Com a TAAG

IMG_2172

Não conhecia a companhia antes da promoção e fui com um pouco de medo do serviço porque não achei muitas resenhas online. Achei o espaço confortável e a comida deliciosa, mas algumas coisas deixaram a desejar. Na ida, minha poltrona não reclinava e a entrada USB da Andressa não existia. Então não consegui dormir e fui bem desconfortável, mas vendo filmes modernos no sistema de entretenimento. Os comissários no geral não são muito simpáticos, só alguns foram realmente gentis.

Processed with VSCO with f2 preset

Na volta, a TV da minha poltrona não estava funcionando, sorte que eu levei “O Sol É Para Todos” e estou amando o livro, então li um pouco e consegui dormir bastante também. Essas partes do entretenimento e conforto me incomodaram porque são as que a gente mais precisa na hora de viajar, né? Como paguei R$ 1.300 nas passagens por causa da promoção, não dá nem pra reclamar, mas que eles podem melhorar, podem hehehe.

IMG_0342
pôr do sol da table mountain 

Nos próximos posts, vou falar com mais detalhes de cada destino que visitamos e compartilhar informações úteis para você programar sua viagem com tudo o que precisa saber. Com certeza temos motivos para voltar, tanto para rever locais incríveis quanto para conhecer outros que ficaram de fora dessa vez. Eu amei a África do Sul e tô muito animada pra compartilhar tudinho com você! Fica ligado que tem muita dica boa vindo, de hostel, restaurante, passeio, preços e tudo mais!

Espero que tenha gostado 🙂

Beijos,

Duda

Anúncios

Um comentário sobre “Explorando a África do Sul em 9 Dias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s