Santorini: Como Não Se Apaixonar?

A ilha de Santorini, localizada a 200 km de Atenas, é um dos principais destinos pra quem sai em busca da beleza das ilhas gregas. Assim como Mykonos, também faz parte do conjunto de ilhas Cíclades e, apesar de ser um lugar conhecido como romântico e perfeito para lua de mel, eu, Bel e Bella fomos no estilo viagem-das-amigas e podemos dizer que a ilha é motivo pra celebrar qualquer tipo de amor: seja amizade, romance ou família! Qualquer um é bem vindo em Santorini, então se você tá afim de ir mesmo sem ser numa viagem de casal, não tenha medo, vá! Você não vai se arrepender 🙂

Como Chegar em Santorini

A ilha fica a distância de 40 minutos de avião de Atenas e existem vôos pelas companhias Aegean Air e Olympic Air. Como estávamos em Mykonos, pegamos um ferry que levou aproximadamente 4 horas de uma ilha a outra. Já tínhamos pegado ferry antes, de Atenas pra Mykonos, e eu contei um pouco dessa experiência aqui. A viagem pra Santorini, diferente dessa última, foi maravilhosa! Na hora de comprarmos os bilhetes com a companhia Hellenic Seaways, só existia um tipo disponível: vip table. Foi mais caro também, saiu por 62 euros, mas era a única opção.

Levemente traumatizadas com nossa última viagem de ferry, chegamos com um pouco de medo no porto de Mykonos, mas quando achamos nossos lugares: tcharam! Era vip meeeesmo! Uma área separada do resto do ferry, poltronas confortáveis, tomada (!!) e WIFI LIBERADO (wifi é vida). Eu e Bel conseguimos sentar juntas e ficamos nos achando com tanto conforto hahahaha. A viagem foi muito tranquila, dormimos, conversamos e chegamos em Santorini às 13 horas.

Dessa vez, eu fui mais esperta e chamei o transfer do nosso hotel. O serviço saiu por 25 euros para duas pessoas e foi ótimo, porque o porto fica localizado em Fira, o centro da ilha, e nós nos hospedamos em Imerovigli, mais ao norte, entre Fira e Oia (você conhece Oia pelo pôr do sol mais lindo da vida). De carro foi uns 20 minutos, então acho que de ônibus demoraria um pouco mais.

Aonde Se Hospedar


Santorini é dividida em três partes principais: Perissa, parte sul, Fira, o centro e Oia, ao norte. No sul, ficam as praia mais famosas da ilha: Red Beach, White Beach, Perissa, Perívolos e Kamari Beach. O centro é por onde lojas e restaurantes se estendem; também é o point pra sair à noite, com diversos bares e nights.

Já o norte é a minha parte preferida da ilha. É aonde fica o pôr do sol mais lindo e famoso do mundo! Vou fazer um post especial pra Oia porque o vilarejo merece muito uma atenção especial. As regiões do centro e do sul são mais acessíveis e contam com diversos hostels a um bom custo benefício. A vantagem de se ficar no sul é a proximidade com as praias, e do centro é de se estar perto de tudo. Como a ilha é grande, sair de um extremo a outro acaba levando em torno de 40 minutos, então eu preferi me hospedar em um lugar mais próximo do centro e do norte, mas que não fosse tão caro quanto Oia.

Por isso escolhemos ficar em Imerovigli, que fica entre Fira e Oia e tem uma vista linda da caldera do vulcão, uma das principais atrações da ilha. Nos hospedamos no Hotel Azul, e eu super recomendo. O serviço é ótimo, todo o staff é muito amigável e simpático e o café da manhã é mara! O quarto é grande, tem ar-condicionado e o banheiro é bom.

A localização é excelente, fica a 5 minutos do centro de carro e bem perto do ponto de ônibus. Além disso, tinha um estacionamento do lado, onde deixamos nosso quad.

Como Andar Por Santorini

Para andar pela ilha, é o mesmo esquema de Mykonos: alugar um quad, uma scooter ou carro. E lá fomos nós de novo alugar nosso quad. Dessa vez, alugamos pra dois dias inteiros e pagamos 25 euros a diário, mais barato que Mykonos (relembre nosso aventura por lá aqui!). O nome da empresa era Jimmy’s e o cara que nos atendeu era simplesmente um amor: fez desconto porque nosso grupo era de brasileiros e ele é da Georgia, um país onde os cidadãos não precisam de visto para entrar no Brasil hahaha.


Como chegamos na hora do almoço em Santorini, fizemos nosso check in e fomos almoçar pelo centrinho da ilha: Fira (ou Thira). É aquele típico centro cheio de lojas e restaurantes e é de lá que saem os ônibus pro resto da ilha. Comemos em uma lanchonete de gyros chamada Toast Club (prato típico que já tínhamos provado em Mykonos, você pode conferir aqui) com um ótimo custo/benefício e pegamos nosso quad rumo as praias do sul. No próximo post vou falar mais sobre as praias que fomos e o pôr do sol com vista pra caldera. Fica ligado que tem muita dica boa 🙂

Espero que tenha gostado!

Beijos,

Duda

Anúncios

3 comentários sobre “Santorini: Como Não Se Apaixonar?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s